20/11/2019

Dois poemas sobre a frágil condição humana

Ser humano, criatura feita à imagem e semelhança de Deus e ao mesmo tempo tão diferente Dele. Criamos[…]

Ser humano, criatura feita à imagem e semelhança de Deus e ao mesmo tempo tão diferente Dele.

Criamos nosso próprio jeito de ser e existir e nem assim somos felizes com nosso paraíso de pedra. Aqui vão dois simples poemas sobre essa humana condição de ser.

Acerca das deficiências da Senhora Dona Justiça

É da Justiça Humana

Pagar pelo erro d’Alguém.

Levar nas costas as falhas

De Outro que se quer bem.

Range o peso da Balança,

Muda a sessão de repente.

A Vítima passa a ser Réu,

Réu acusado de inocente.

O silêncio pedi uma sentença

Absolve-se o Alguém acusado.

E o Réu, inocente, que pena,

Há de viver um injustiçado.



Homo Sapiens Demens

Ser Humano,

Joia Rara,

Cristal Fino.

Tão fino

Que corta

E muda

Os tons

Da Vida.

Veja também