19/12/2018

Câmara quer ação da Secretaria de Meio Ambiente no Berçário das Garças

Na sessão ordinária, o presidente Fernando Miranda apresentou requerimento para que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente tome medidas urgentes para recuperar o berçário, que fica às margens da BR 343, na famosa curva do Mucuripe

Vereadores cobraram durante a sessão dessa terça-feira (20/11) medida da Secretaria Municipal de Meio Ambiente no Berçário das Garças, às margens da BR 343, em Campo Maior. No último final de semana, o local foi vítima de um incêndio que destruiu a área de reprodução das aves.

Um incêndio destruiu o berçário das garças em Campo Maior. A Câmara dos Vereadores agora cobra medidas de recuperação por parte da prefeitura

Uma comissão formada pelos vereadores Fernando Miranda, presidente da Câmara, Neto dos Corredores e João Maroca visitou o Berçário na segunda-feira. Na manhã de terça, os vereadores voltaram ao terreno, dessa vez, acompanhados do presidente do Conselho Estadual de Cultura, professor Cineas Santos.

“Os campomaiorenses, infelizmente, ainda não se deram conta das potencialidades. Estou falando das potencialidades culturais, históricas, ecológica. Quantas cidades no Brasil existem com um berçário na entrada da cidade? A questão do ninhal é apenas umas das questões que afetam Campo Maior. O que aconteceu (incêndio) é crime ambiental. O poder público tem que encontrar uma solução”, comentou Cineas.

Cineas Santos e Fernando Miranda estavam indignados pelo ocorrido. Cineas classificou como um crime o ocorrido no berçário das garças

À tarde, na sessão ordinária, o presidente Fernando Miranda apresentou requerimento para que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente haja para recuperar o berçário. O vereador Hamilton Segundo afirmou que a secretaria deve ser responsabilizada pelo crime de omissão e questionou a aplicação dos recursos do ICMS Ecológico. Já o vereador Daniel Soares cobrou ação imediata no local.

Os vereadores Geraldo Paz e Gabriella Pinho lembraram que falta estrutura para atuação dos servidores da Secretaria de Meio Ambiente. Segundo os dois parlamentares, falta transporte para a fiscalização e realização de medidas preventivas.

Em junho deste ano, a Câmara Municipal realizou uma Audiência Pública com o Conselho Estadual de Cultura para tratar sobre a preservação do Berçário das Garças, de carnaúbas e do patrimônio cultural de Campo Maior. Com representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambientes e do executivo, membros do conselho sugeriram a realização de uma série de medidas que deveriam ser adotadas.

Veja também