‘Macho agressor’, diz Duda Reis a Nego do Borel após queixa-crime do cantor

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Nesta quinta-feira (22), Duda Reis, 20, foi ao Twitter fazer um desabafo contra a Justiça brasileiro por ter permitido que o cantor Nego do Borel, 29, seu ex-namorado, a quem denunciou por violência doméstica, prestasse queixa-crime contra ela. A ação contém 31 acusações nas quais a atriz e modelo é acusada, entre outras coisas, de calúnia e difamação.

“E mais uma vez o agressor tentando calar a vítima. Até quando justiça brasileira? 31 acusações do próprio agressor para com a vítima que o denunciou… uma vergonha e um desserviço! Humilhante depois de denunciar as MESMAS coisas com diversas ex-companheiras, receber isso. Exausta”, começou a jovem.

Ela voltou às redes e compartilhou prints de uma matéria do colunista Alessandro Lobianco, do IG, para explicar a que estava se referindo. “Para quem não está entendendo o que está acontecendo: macho agressor tentando calar a mulher vítima de violência doméstica”, resumiu.

“A verdade é que essa queixa-crime tenta transformar em ré uma vítima de violência doméstica em grave ofensa ao seu direito constitucional à liberdade de expressão”, disse Izabella Borges, advogada de Duda. Para ela, a atitude de Nego do Borel é “uma afrontosa tentativa de silenciamento” da jovem.

Apesar da situação complicada que vive, Reis também se mostrou solidária a Pâmela Hollanda, 29, ex-mulher do DJ Ivis, 29, a quem denunciou por violência doméstica, divulgando um vídeo dia 12 de julho no qual mostrou parte das agressões das quais foi vítima. A arquiteta e influenciadora digital divulgou um conteúdo no Instagram nesta sexta-feira (23), no qual falava da nova rotina após a separação .

“Desde que nos separamos, dia 2 de julho, ele nunca me ligou, nem perguntou como a filha dele estava, nem demonstrou preocupação. Só mandou um valor em dinheiro pelo motorista dele depois que a medida protetiva tinha sido deferida”, disse, entre lágrimas, afirmando temer que o ex-marido a prejudique.

Ivis, a quem Pâmela chama de “inseguro, doente e psicopata”, teria vídeos e áudios dela. “Agora ele quer que todos acreditem que sou louca. Depois, ele vai querer tirar a minha filha de mim. Ele me quer sem nada. Quem não tem nada quer que o outro não tenha, também”, falou, emocionada.

“Estamos com você!!! Você não está sozinha. Eles querem descredibilizar a vítima a todo custo. Lugar de homem agressor é na cadeia! Eles apelam em todos os momentos para tentar nos silenciar, mas todas as mulheres gritarão por você! Seremos resistência, todas juntas Pam”, comentou Duda na publicação.

“Espero que ninguém precise passar pelo que você passou e pelo o que é a realidade infelizmente de milhares de mulheres nesse país. Que possamos ser ouvidas e que a justiça seja sempre feita por todas nós! Quando uma mulher sai ferida, nenhuma outra fica bem. FORÇA!!! Estamos todas aqui por você”, concluiu a jovem.

Mais Notícias