"Foi o momento perfeito’, diz Dennis DJ, que lança ‘funknejo’ com Gusttav

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Compositor, produtor, DJ e leonino: é assim que Dennison de Lima Gomes, 41, o Dennis DJ, se descreve nas redes sociais. O artista trabalha na divulgação de seu novo DVD, chamado “O Impossível” e para dar um gosto de surpresa para os fãs, lançou nesta sexta-feira (5), às 12h, o clipe de “Lágrima por Lágrima”, uma parceria com Gusttavo Lima, 31.

O DJ comenta que fazer um “funknejo” com o cantor foi uma ideia que estava há muito tempo em seu radar.

“Conversávamos sobre mixagem e masterização, então sempre trocamos ideia sobre música”, comenta o artista. “Agora com essa ideia de fazer o DVD foi o momento perfeito.”

Na nova canção, o artista une o funk com sertanejo, forró e pisadinha. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, ele comenta que tem muita vontade de fazer músicas envolvendo ritmos novos e diferentes. “Mas não vou falar aqui porque se não vão fazer na minha frente”, afirma em tom de brincadeira.

Ele diz que tem um planejamento próprio com vários artistas que gostaria de fazer parcerias, e que às vezes nem compartilha com a gravadora. No caso de seu novo DVD, feito com a Sony Music, o artista conta ainda com nomes como Jorge, dupla de Mateus, Barões da Pisadinha, Mateus e Kauan, Raí Saia Rodada, Xand Avião, Israel e Rodolffo, Felipe Araújo, Naiara Azevedo, Tierry, Japinha Conde e outros.

O artista relembra que a gravação de seu projeto foi “coisa de maluco”. Realizada em Goiânia, no mês de julho, Dennis afirma que matou a saudade da adrenalina dos shows, porque precisaram arrumar toda a estrutura em apenas três semanas. “Foi uma correria absurda”, conta.

O DJ diz que escolheu os mínimos detalhes, desde a locação até o estilo de palco, e que fizeram um show sem público para a gravação. “O grande desafio é tomar cuidado com a vida, com as vidas das pessoas que estão ali trabalhando. Não teve nenhum caso [de Covid-19] pós o DVD”, afirma.

Ele comenta que os protocolos de segurança foram seguidos e que mesmo com a quantidade de artistas convidados, foi possível controlar o ambiente para garantir a segurança da saúde de todos os envolvidos. “Tudo foi com muita segurança e todos os artistas compareceram.”

Para os próximos passos de sua carreira, Dennis não revela muitos detalhes, mas afirma que os fãs podem esperar desafios nas redes sociais para “Lágrima por Lágrima”, muitas surpresas e “um bom som”. A música já está disponível nas plataformas digitais nesta quinta-feira (5), a partir das 21h.

RECONHECIMENTO NA CARREIRA

O artista fez muito sucesso durante o período da pandemia já que muita gente descobriu através da internet músicas que eram de composições dele. Sucessos clássicos do funk como “Cerol na Mão” (Bonde do Tigrão), “Dança da Motinha” (Furacão 2000), “Louquinha” (MC K9) e “Já É Sensação” (Furacão 2000) têm produção do DJ.

“É de um momento da minha vida que eu só escrevia e produzia, não assinava as músicas com os artistas”, explica ele. O compositor afirma que começou sua carreira em 1998 e passou a assinar as produções no ano de 2012. “A diferença hoje é que tem o meu nome, poderia estar até hoje fazendo as músicas e o pessoal não sabendo quem eu sou.”

Ele diz sentir que decisão foi importante porque atualmente outros DJs passaram a assinar suas músicas também. “[Outros DJs] estão ganhando espaço e isso é muito importante”, reflete. Em maio, o artista comentou em entrevista que escolheu ser popular e não se prender a um só ritmo. Dennis começou na década de 1990 nos bailes funk cariocas, mas como barman.

Em 1996, começou a trabalhar de DJ na equipe da Furacão 2000, empresa do mercado funk carioca. “Agora eu era o DJ naqueles bailes que antes ficava só vendo. Fiquei até 2003”. Neste período, produziu CDs da série “Furacão 2000 – Tornado Muito Nervoso” e esteve por trás de grandes sucessos do funk, ajudando a difundir o ritmo pelo país.

Após deixar a Furacão 2000, Dennis passou a cuidar da própria equipe. Fundou gravadora, estúdio, programa de rádio, além de promover bailes funk. Em 2005, lançou com o selo EMI Music a coletânea “Dennis DJ Apresenta Funkadão” (2005), depois, vieram vários CDs e parcerias, como o lançado em 2005 com o DJ Marlboro, considerado um dos criadores do funk carioca.

Em 2012, Dennis decidiu que queria tocar seu funk para “a galera da zona sul” do Rio de Janeiro e foi atrás das principais empresas de formaturas para oferecer bailes funk. Até então, ele tocava em comunidades, para o público C e D e nas casas de show da Baixada Fluminense.

Mais Notícias