‘Tinha soberbinha e falava de mim’, diz Whindersson sobre Carlinhos Maia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Os humoristas Whindersson Nunes, 26, e Carlinhos Maia, 30, ficaram frente a frente no + um Pod, podcast comandado por Nunes, e colocaram em pratos limpos toda a briga que tiveram em 2019 enquanto gravavam a série “Os Roni” (Multishow).

No papo, Nunes perguntou a Carlinhos por quais motivos que ele havia desenvolvido tanto rancor. Na visão de Maia, um momento pessoal o atrapalhava e o fazia descontar suas angústias em outras pessoas.

“Quando a gente se conheceu, há dois anos, eu estava em um momento de expansão de trabalho, tipo assim: ‘Eu sou o Bill Gates da internet’. Uma ilusão. Muitas pessoas não sabem, mas logo após o casamento, comecei a passar por uma crise do pânico horrível. Eu nem sabia mais quem eu era”, começou.

“Estava muito soberbo e sem sentimentos. Quando a gente está infeliz a gente só dá para as pessoas o que a gente tem por dentro”, emendou Carlinhos.

Na ocasião, Nunes não foi ao casamento de Maia com Lucas Guimarães e, por isso, Maia fez piada com relação à depressão de Whindersson.

No papo, Nunes rebateu que ouvia de todos os lados que Carlinhos falava mal dele, até mesmo entre os garçons dos restaurantes que costumava frequentar.

“Nunca teve treta (da minha parte) com Carlinhos. Sempre apoiei o Carlinhos. Tanto na série (‘Os Roni’) quanto na vida a gente era irmão, mas eu ficava ouvindo que você falava de mim. Você tinha soberbinha e falava de mim. Várias vezes sentei e falei: ‘Por que isso? Não sou seu inimigo ou competidor'”, disse.

Whindersson disse que a depressão que desenvolveu não teve a ver com esse caso, mas que há, sim, uma parcela de culpa desse tumulto no agravamento de seu caso.

“Quando converso com as pessoas faço questão de explicar que não foi Carlinhos Maia que me botou em depressão. Minha vida tem muita coisa. Tive que tomar uma atitude de não querer mais falar desse cara e parar de ver as coisas dele.”

Mais Notícias