Kim Kardashian manterá ‘West’ após Kanye West pedir mudança de nome

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Kim Kardashian, 40, diz que ela e os filhos continuarão com o sobrenome “Wes”t mesmo após o ex-marido Kanye West, 44, mudar o nome para “Ye”, segundo o TMZ. Nesta semana, o rapper entrou com um pedido na justiça para mudar seu nome para o apelido que ele usa há anos.

Fontes próximas ao ex-casal disseram ao TMZ que é importante para Kim manter o sobrenome dos quatros filhos do casal: North, Psalm, Chicago e Saint.

Mesmo assim, Kim apoia a decisão dele de usar seu apelido Ye. A fonte disse que ela acredita que as pessoas continuarão reconhecendo o ex-marido como Kanye West, mesmo ele mudando de nome.

No processo, West diz que a sua decisão para a mudança do nome é por “motivos pessoais”. O rapper não forneceu nenhuma explicação adicional.

Na Califórnia, mudanças de nomes costumam ser aceitas facilmente a menos que exista evidências de que tem o objetivo de cometer fraudes, segundo o TMZ.

O curioso com a mudança é que West também vai retirar seu nome do meio, Omari, que ele sempre demonstrou orgulho devido sua herança familiar.

Em 2018, West havia anunciado no Twitter que mudaria seu nome artístico para Ye – após o lançamento de seu álbum Ye . “Eu sou Ye, a pessoa anteriormente conhecida como Kanye West”, ele escreveu no Twitter. “Ye” foi, por muito tempo, um sobrenome de West, assim como “Yeezy”.

Na época, ele falou com o locutor de rádio Big Boy e explicou que, além de Ye ser uma abreviação de seu nome, o apelido também tem um significado religioso para ele.

“Eu acredito que ‘você’ é a palavra mais comumente usada na Bíblia, e na Bíblia, significa ‘você'”, disse West sobre o título de seu próprio álbum.

“Então, eu sou você, eu sou nós, somos nós. Passou de Kanye , que significa o único, para apenas Ye – apenas sendo um reflexo do nosso bem, do nosso mal, da nossa confusão, de tudo. O álbum é mais de um reflexo de quem somos.”

Mais Notícias