23/07/2019

Pequenos agricultores de Campo Maior já podem se beneficiar da Casa de Sementes

O projeto de Casa de Sementes do Semiárido, foi implementado no Piauí pela Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e em Campo Maior conta com o apoio da Prefeitura Municipal.

Prefeito Ribinha fala sobre a importância da Casa de Sementes para a agricultura do município

Campo Maior ganhou a primeira Casa de Sementes do município. O depósito foi construído no Assentamento Barro Vermelho e vai beneficiar 35 famílias assentadas com sementes orgânicas livres da tecnologia transgênica. O município ainda terá outras dois bancos desses nas comunidades Água Fria e Assentamento Cajazeiras.

O projeto de Casa de Sementes do Semiárido, foi implementado no Piauí pela Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e em Campo Maior conta com o apoio da Prefeitura Municipal.

A Casa de Sementes é uma tecnologia social que promove a sustentabilidade da agricultura familiar por meio do fortalecimento do intercâmbio de variedades crioulas e as respectivas informações sobre o seu cultivo e usos entre as famílias de agricultores e agricultoras.

Guardar sementes crioulas, (originária e livres de agrotóxicos), é uma tradição que ajuda a preservar a memória e a identidade locais, contribuindo para fortalecer a segurança alimentar. Sementes crioulas são as que não tiveram sua estrutura genética modificada por processo industrial.

O prefeito Professor Ribinha prestigiou o evento e destacou que estava feliz em contribuir com o momento que marca a chegada da melhor opção de plantio para os agricultores familiares.

“A preservação e a produção de sementes crioulas tem se intensificado nos últimos anos, devido os problemas com os cultivos com sementes geneticamente modificadas que provocam danos ao meio ambiente e à saúde da população”, destacou o prefeito.

Fonte: ASCOM PMCM
Veja também