13/11/2018

Prefeito Ribinha fala sobre a resolução do problema na Passagem da Nega e crimes contra o município

O prefeito disse que o problema começou a ser analisado em janeiro, ainda nas primeiras chuvas, e que em breve a comunidade não passará mais por situações como essa, de transportar crianças em boias.

Ribinha: “continuarei trabalhando para sanar os problemas que afetam o município”.

Depois que um vídeo onde algumas crianças atravessam o rio Longá em uma boia para ir à escola viralizou nas redes sociais, sendo inclusive matéria de televisão, o prefeito de Campo Maior, professor Ribinha, comentou o caso e disse que medidas emergenciais estão sendo tomadas.

“Fiquei muito triste em ver aquela cena, especialmente eu que sou professor e sou pai. Essa situação é histórica e não é culpa minha, quero deixar isso claro para a população. Agora que completei um ano como prefeito” disse ele, que acrescentou: “O local nunca teve ponte e a prefeitura não tem como executar uma obra como essa com recursos próprios, mas estamos buscando uma parceria junto ao Governo do Estado para resolver o problema. Em janeiro realizamos estudos e em breve esse problema não vai mais existir”.

O prefeito disse que a Defesa Civil foi acionada imediatamente e que um barco, com coletes salva vidas e pessoas treinadas será usado emergencialmente para garantir a segurança de todos que precisam cruzar o rio. Segundo moradores, as águas no local baixam rapidamente, as vezes em questão de poucos dias, e o ônibus passa com facilidade.

Ribinha também disse que o município vem sofrendo constantes ataque de criminosos: “O que me preocupa são os crimes que estão acontecendo na cidade, como o incêndio criminoso na ponte do São Pedro, e o ataque ao patrimônio do município. Na semana passada as lixeiras que estavam na orla do açude foram quebradas, algumas arrancadas. Também tivemos pichações e quebra de canteiros. Chegaram ao ponto de arrancar mudas de árvores”, disse o prefeito, que está acionando a Policia para investigar os casos.

“Hoje o município passa por ameaça por parte de pessoas mal intencionadas, que procuram prejudicar minha gestão, mas nós já estamos  comunicando o caso a polícia e pedindo uma investigação”, completou.