15/09/2019

Ministério Público lança projeto contra o tráfico de drogas em Campo Maior

O projeto, que faz parte do Plano Geral de Atuação Finalística 2018/2019, visa combater o tráfico de drogas e os delitos que decorrem deste para diminuir o índice de criminalidade através do trabalho em conjunto com a sociedade, órgãos de segurança pública e os membros do Ministério Público.

O MP-PI lançou no auditório da Câmara dos Vereadores o projeto “No Alvo Contra o Tráfico de Drogas”

O Ministério Público do Piauí, por meio do CAOCRIM (Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminais), lançou nesta segunda-feira, 3 de junho, em Campo Maior, o projeto No Alvo – Contra o tráfico de drogas. A iniciativa já foi implantada nas cidades de Altos, União, Uruçuí, Floriano. A solenidade de lançamento ocorreu na Câmara Municipal de Campo Maior. A apresentação do projeto foi proferida pelo promotor de Justiça Sinobilino Pinheiro, coordenador do CAOCRIM.

O projeto, que faz parte do Plano Geral de Atuação Finalística 2018/2019, visa combater o tráfico de drogas e os delitos que decorrem deste para diminuir o índice de criminalidade através do trabalho em conjunto com a sociedade, órgãos de segurança pública e os membros do Ministério Público.

“A intenção principal é despertar na sociedade que o tráfico de drogas antes de existir pode ser combatido. E como pode ser combatido? Através do fomento de ações de educação, esporte, lazer e cultura. Assim, o projeto No Alvo, não tem o objetivo apenas de combater, mas também de prevenir estimulando os gestores públicos a desenvolverem iniciativas que contribuam para oportunizar aos nossos adolescentes e jovens, alternativas para se desenvolverem”, afirmou Sinobilino Pinheiro, durante sua fala nesta segunda.

Em 2018, o projeto e a Secretaria de Segurança Pública do Piauí realizaram levantamento nas cidades com população acima de 30 mil habitantes, para conhecer os crimes praticados como consequência do tráfico. Após o mapeamento, o MPPI e a SSP-PI promovem uma série de ações com a população local para reduzir os crimes resultantes do tráfico.

“Nós agradecemos a presença do colega Sinobilino Pinheiro aqui para esse momento importante. Com certeza, nós trabalharemos com todo afinco para que em Campo Maior, o projeto seja desenvolvido e assim alcançar resultados satisfatórios”, disse o promotor Luciano Ramos.

O “No Alvo – Contra o Tráfico de Drogas” está dividido em três eixos de atuação: Vigilância, Prevenção e Repressão. Cada eixo compreende um conjunto de etapas que são executadas em um período de seis meses. Findado este prazo é realizado um novo levantamento de dados para mensurar os resultados das ações empreendidas no âmbito do projeto. Sinobilino Pinheiro afirma que os resultados do projeto já estão aparecendo nos municípios de Altos, União e Uruçuí onde já houve uma redução estatística nos crimes de roubo e homicídios.

Veja também