20/11/2019

Ribinha abre a Semana do Bebê em Campo Maior

O prefeito Ribinha agradeceu a presença de todas as mães de bebês de colo e pequenos, como também gestantes que estavam presentes na solenidade e falou da importância da ação. “A Semana do Bebê é importante porque as ações chamam atenção das pessoas para a amamentação por meio do aleitamento materno como base da vida”

Semana do Bebê com muitas mães presentes em cerimonial

A Prefeitura de Campo Maior através da Secretaria Municipal de Saúde deu início na manhã desta quinta-feira, (10/10), na Unidade Básica de Saúde do Bairro Matadouro, a Semana do Bebê 2019. O lançamento das atividades foram feitas pelo prefeito Ribinha, pelo Secretário de Saúde, Marcelo Miranda, presidente do Conselho Municipal da Criança, Welber Silva Araújo e a articuladora do Selo Unicef, Micheline Arruda.

O prefeito Professor Ribinha agradeceu a presença de todas as mães de bebês de colo e pequenos, como também gestantes que estavam presentes na solenidade e falou da importância da ação. “A Semana do Bebê é importante porque as ações chamam atenção das pessoas para a amamentação por meio do aleitamento materno como base da vida”, destacou.

Em sua fala o secretário Marcelo Miranda disse que a Semana do Bebê é uma importante estratégia de mobilização e debate sobre os direitos da primeira infância, das gestantes e das mães. “A Semana do Bebê traz a importância do brincar como um direito humano, que não deve ser visto como algo secundário. É brincando que as crianças descobrem o mundo, despertam a criatividade, estabelecem relações afetivas e de autoconfiança, além de fortalecerem habilidades físicas, sociais, cognitivas e emocionais”, disse Marcelo.

A Semana do Bebê é uma das principais estratégias do UNICEF para assegurar a atenção adequada a crianças de até 6 anos de idade. Tem como objetivo tornar o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento infantil uma prioridade na agenda do município.A cada edição, ocorrem discussões sobre temas como mortalidade infantil, aleitamento materno, gravidez na adolescência, formação de vínculo e estimulação do bebê, por meio da organização de oficinas, atividades lúdicas e culturais.

Veja também