13/11/2018

Apple resolve repatriar bilhões de dólares após novo pacote de impostos de Trump

Ações do presidente Donald Trump já estão resultando em retorno de dinheiro para o país. Mais de 200 bilhões de dólares chegando em casa.

Gigante Apple vai trazer parte do seu dinheiro de volta para casa. Resultado das ações do governo Trump

A fabricante de eletrônicos Apple, maior empresa do planeta, anunciou, nesta quarta-feira, que vai repatriar para os Estados Unidos boa parte dos 252 bilhões de dólares que tem em reservas internacionais e pagar em torno de 38 bilhões de dólares em impostos.

É o maior anúncio de repatriação da história, e um endosso ao novo pacote de impostos do governo de Donald Trump. Durante anos, analistas especularam sobre quando a Apple, líder em reservas internacionais, traria o dinheiro de volta ao país. Agora, a nova taxa de impostos anunciada em dezembro foi decisiva. Para a Apple, a mordida será de 15,5%, mas o percentual varia de negócio para negócio. Segundo a agência Bloomberg, antes da nova política fiscal de Trump a tarifa média de repatriação era de 35%.

Estimativa do jornal Wall Street Journal mostra que as 500 maiores companhias americanas têm um total de 2,8 trilhões de dólares em reservas fora do país acumulados nas últimas três décadas. Cerca de um terço desse total é de empresas de tecnologia – a segunda colocada do ranking é a Microsoft, com 142 bilhões de dólares em reservas internacionais. O governo americano estima que a repatriação desse dinheiro deve render até 339 bilhões de dólares em impostos.