Brigitte Bardot terá de pagar multa de R$ 130 mil por insultos racistas

A lenda do cinema francês que se tornou ativista dos direitos dos animais Brigitte Bardot foi multada pelo tribunal, esta quinta-feira, em 20 mil euros (aproximadamente R$ 130 mil). 

Uma condenação que se refere aos insultos racistas aos moradores da ilha francesa de Reunião, localizada no Oceano Índico, que a atriz proferiu em 2019. 

Na época, recorda o Daily Mail, a atriz, de 87 anos, descreveu os habitantes como “selvagens”. Brigitte Bardot enviou uma carta ao então delegado do governo da ilha da Reunião onde denunciava o que considerava serem maus-tratos aos animais. 

“Os nativos mantiveram os seus genes selvagens”, escreveu na carta aberta, tendo comparado Reunião com “a ilha do diabo”, cuja “população degenerada” ainda está “imbuída” de “tradições bárbaras”.

Palavras que levaram a ministra das Relações Externas, Annick Girardin, a escrever também uma carta aberta onde dizia que “o racismo não é uma opinião, é um crime”.

Segundo a imprensa internacional, o seu assessor de imprensa, Bruno Jacquelin, também foi multado pelo tribunal de Saint-Denis em 4 mil euros (aproximadamente R$ 25 mil) por ser cúmplice.

Mais Notícias