Blaya deixa mensagem aos jovens: "Não carregue a dor sozinho"

Blaya Rodrigues recuperou uma memória da sua infância, de quando tinha cerca de oito anos, e  compartilhou nas redes sociais. Na legenda, deixou uma simbólica mensagem a todos os jovens que sejam alvo de preconceito nas escolas.

“Eu sei que hoje em dia é um pouco mais difícil fazer parte de um grupo na escola, gozam contigo porque não tem o tênis da moda, não tem o mesmo estilo que os teus colegas, não gosta das mesmas coisas que eles gostam e provavelmente até gozam contigo porque é o melhor ou a melhor amiga/o dos teus pais e continua a gostar daquele beijinho na testa à porta da escola, dos 19287382 telefonemas para saberem se está bem, do jeito tresloucado da tua mãe e da maneira de ser do teu pai. Mas deixa-me te dizer uma coisa! Não é você que está mal…”, escreveu.

Sem ficar por aqui, a artista, que é mãe de duas crianças, apelou para que os jovens sejam transparentes com os pais e denunciem situações de preconceito.

“Se acontecer alguma coisa na escola, não tenha vergonha de dizer aos seus pais, conversa com eles e explica. Não carregue a dor sozinho… eles estão lá para te ajudar. Ninguém tem o direito de te tratar mal só porque é diferente! E deixa me que te diga, não é por ser diferente que é menos que os outros! Que não merece o mesmo que os outros. Não tem que te encaixar em lado nenhum! Somos peças soltas”, acrescentou.

E rematou com um apelo: “Isto serve para os mais novos e mais velhos. Sejam mais amáveis uns com os outros!! Respeitem-se”.

Mais Notícias