Amber Heard teria pedido SUV e apartamentos de Depp em troca de adiar denúncia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Em mais um capítulo do julgamento por difamação entre a atriz Amber Heard, 36, e o ator Johnny Depp, 58, cartas provaram que a ex-mulher do artista havia pedido recompensas em troca de adiar a divulgação de sua conturbada relação.

Nos documentos apresentados, a atriz afirmou que não apresentaria imediatamente uma ordem de proteção caso Depp lhe concedesse o acesso ao seu SUV e três coberturas no centro de Los Angeles, e tudo às suas custas.

A carta, de 24 de maio de 2016, divulgada pelo site New York Post, era assinada por Samantha Spector, advogada de Heard, e mostrava um acordo para “fazer todo o possível para manter esse assunto pessoal fora dos holofotes da mídia”.

No texto, a advogada dizia que Heard havia exigido “uso e posse exclusivos do Range Rover preto, o veículo que ela está dirigindo atualmente, com Johnny para continuar fazendo todos os pagamentos”, além de “uso exclusivo e posse de 849 S. Broadway, Penthouse nºs 1, 3 e 5 com Johnny continuando a pagar hipoteca, serviços públicos, etc”.

Além disso, a atriz também teria pedido US$ 100 mil (cerca de R$ 493 mil) em honorários legais e US$ 25 mil (cerca de R$ 123 mil) para “custos de contas forenses”. O julgamento do processo que o ator move contra sua ex-mulher por difamação, começou em 11 de abril, na Virgínia, nos Estados Unidos, e deve durar cerca de seis semanas.

A ação está sendo televisionada e se concentra em um processo que o ator moveu contra Heard, que escreveu um editorial para o jornal Washington Post em 2018, dizendo que ela havia se tornado uma “figura pública que representa abuso doméstico”.

Mais Notícias